Para una sobrevivência do latino-americano: encarar a face obliterada da acumulação primitiva

  • Byron Vélez Escallón Universidad Federal de Santa Catarina
Palabras clave: Latino-americanismo / Hegemonia / Política da ficção / Sociologia da imagem / Mediações do sensível, Latin Americanism / Hegemony / Fiction politics / Sociology of image / Sensitive mediations

Resumen

Este trabalho surge de uma provocação: a afirmação de que em grande proporção, ao menos nos últimos vinte anos, o ciclo dos chamados populismos progressistas, os estudos literários e culturais latino-americanos se mostraram insuficientes perante o propósito de aproximação entre realidades sociais contemporâneas e as produções simbólicas que as acompanharam. A partir da consideração desse marco problemático, e como uma maneira de suplementá-lo, o trabalho elabora algumas considerações sobre um “pensar a América Latina em seus limites” nos âmbitos conceitual, paradigmático e situacional para, adicionalmente, apresentar a exposição Princípio Potosí. ¿Cómo podemos cantar el canto del Señor en tierra ajena? (Museu Reina Sofía, 2010) e sua contestação, intitulada Princípio Potosí reverso (Museu Reina Sofía, 2010). Através dessa abordagem de duas cenas estéticas contrastadas, apesar de coincidentes em seus “objetos”, o trabalho pretende evidenciar modos do (cada vez mais urgente) latino-americanismo: um, que milita subterraneamente em prol de uma alienação que, entretanto, declara combater; e outro que, longe de constituir um discurso de contestação a partir de imperativos categóricos “universais”, e longe da cidade letrada, prefere elaborar uma cena estética e extrair potência política dos modos de vida e das disposições sensíveis de coletividades e sujeitos tradicionalmente excluídos tanto da cidadania quanto da arte.

Abstract
This work arises from a provocation: the affirmation that in a large proportion, at least in the last twenty years, the cycle of so-called progressive populisms, Latin American literary and cultural studies have proved insufficient in view of the purpose of bringing together contemporary social realities and the symbolic productions that accompanied them. Based on the consideration of this problematic framework, and as a way of supplementing it, the work elaborates some considerations on “thinking Latin America at its limits” in the conceptual, paradigmatic and situational scopes to additionally present the art exposition Princípio Potosí. ¿Cómo podemos cantar el canto del Señor en tierra ajena? (Reina Sofía, 2010) and its contradiction, entitled Princípio Potosí reverso (Reina Sofía, 2010). Through this approach of two contrasting aesthetic scenes, the work intends to highlight modes of Latin Americanism: one, which militates in favor of an alienation that, however, it declares to fight; and another that, far from constituting a discourse of contestation based on “universal” categorical imperatives, prefers to elaborate an aesthetic scene and extract political power from the ways of life and the sensitive dispositions of collectives and subjects traditionally excluded both citizenship and art.

Resumen visto = 55 veces
PDF - Artículo descargado = 16 veces
HTML - Artículo descargado = 9 veces

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2020-07-31